27/abr/2021 - Investimento

Expectativas para o mercado imobiliário para 2021

Escrito por: Bidese

Expectativas para o mercado imobiliário para 2021

Já sabe quais são as principais expectativas do mercado imobiliário para 2021? Apesar das incertezas trazidas pela crise da pandemia em 2020, o segmento imobiliário teve no último ano alguns resultados extremamente positivos.

Isso porque o comportamento e a rotina de muitos consumidores mudaram, ocasionando readequação de planos e decisões.

Além do interesse e da busca do mercado por novos imóveis e por repensar planos de moradia, agora empresas de construção civil também inovaram a forma de atendimento. Muitas delas estão realizando negociações totalmente online.

Para 2021, o aumento da taxa Selic ocorrido no primeiro semestre, mostra que as condições para quem tem vontade de comprar um imóvel agora se tornaram mais interessantes, já que os efeitos disso serão notados somente depois.

Saiba mais e confira as expectativas do setor nesse conteúdo que preparamos.

Cenário do mercado imobiliário em 2021

Em 2021 a procura por imóveis cresceu, seja pelo fator mudança ou para adaptar-se em tempos de profundas alterações na rotina.

Por isso, pessoas que já estavam interessadas em investir em um novo imóvel passaram a encontrar negociações ideais para essa tomada de decisão.

Neste momento, a taxa Selic ainda está em um dígito, condição rara, mas pode passar de 10% nos próximos meses, como já aconteceu antes. Em 2014, por exemplo, ela ultrapassou esse percentual.

Por isso, para a compra e venda de imóvel, especialmente aqueles que dependem de financiamento, o sinal é positivo para este momento.

Qual o impacto do aumento da Selic?

A taxa Selic é uma base para a economia, para a renda fixa e também para os financiamentos imobiliários.

Como nos últimos anos a taxa baixou, ficou mais barato financiar imóveis, mesmo os de padrão mais alto. Contudo, em 2021 a inflação começa a subir e a meta da Selic também, sendo que agora está a 2,75% ao ano.

Por enquanto os efeitos não são sentidos com intensidade. Mas isso indica que os bancos provavelmente irão rever valores de taxas para imóveis, fazendo com que o valor deles suba nos próximos meses. Por isso, mesmo empreendimentos que ainda estejam em fase de construção podem apresentar um momento mais favorável à compra agora.

Quais as previsões para o segundo semestre de 2021?

Os efeitos do aumento da taxa básica ainda não chegaram a todos os setores. E a previsão é que o mercado imobiliário só comece a senti-los no segundo semestre de 2021. Estima-se que a Selic suba mais e possa atingir 5,5% ainda nesse período.

Dessa forma, um impacto maior nas taxas de financiamento pode ser sentido no final do ano.

Por que não adiar a decisão de comprar um imóvel?

Nesse momento ainda é difícil sentir o impacto do aumento da taxa de juros, mas nos próximos anos isso pode mudar. Assim, quem tem condições de comprar imóvel neste ano pode aproveitar para conseguir taxas ainda baixas e negociáveis.

Conseguiu entender como estão as expectativas para o mercado imobiliário em 2021? Então compartilhe esse conteúdo com quem também possa ter dúvidas sobre o assunto!

Bidese

A essência de quem respira design e arquitetura.

BIDESE © 2021. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: Agência110 & Capim